Atrações locais e estratégia de preços de quartos de hotel

O que considerar ao criar uma estratégia para tarifas ideais e satisfação dos hóspedes

O que considerar ao criar uma estratégia para tarifas ideais e satisfação dos hóspedes
Artigo de
Thomas Rijpma
Atualização do artigo
April 18, 2024
Categoria
Siga-nos no LinkedIn para obter as últimas notícias do setor e atualizações de produtos.
Tabela de conteúdos

Navegar no cenário da hospitalidade exige uma compreensão profunda de como as atrações locais podem servir como catalisadores para aumentar a receita hoteleira e aprimorar as experiências dos hóspedes. Este guia mergulha na relação simbiótica entre hotéis e atrações, ilustrando por meio de exemplos como as escolhas estratégicas de localização podem elevar o apelo e a lucratividade de um hotel.

A atração magnética das atrações nos hotéis

As atrações não são apenas pontos turísticos; são faróis que atraem visitantes de todo o mundo. De acordo com um relatório da Organização Mundial do Turismo de 2020, estar próximo às atrações pode levar a um aumento de 30% na ocupação de hotéis durante a alta temporada. Por exemplo, um hotel situado perto do icônico Disneyland Park pode aproveitar sua proximidade para atrair famílias que buscam a conveniência de se hospedar perto da magia, cobrando tarifas 20% mais altas do que hotéis mais distantes. Ou considere um hotel situado perto do histórico Coliseu, em Roma. O fascínio dessa maravilha antiga permite que o hotel implemente um “prêmio de proximidade”, elevando sua tarifa diária média (ADR) da norma da cidade de $100 para atraentes $120 ou mais. Esse preço estratégico não apenas capitaliza a conveniência incomparável oferecida aos hóspedes, mas aumenta significativamente a receita do hotel por quarto disponível (RevPAR).

Estratégia sazonal e flexibilidade de preços

O apelo sazonal das atrações influencia fortemente as estratégias de preços dos hotéis. Um hotel à beira-mar perto de um popular resort costeiro, por exemplo, pode reduzir seu prêmio na baixa temporada para atrair mais hóspedes e, em seguida, aumentar as tarifas em 30% durante o verão, quando os caçadores de sol chegarem. Essa estratégia dinâmica de preços garante que o hotel permaneça competitivo e lucrativo durante todo o ano. Abaixo estão alguns exemplos de tipos de atrações e seus efeitos no ADR.

Hotéis à beira-mar

  1. Preços fora de temporada: A tarifa diária média (ADR) cai 20% para preencher a ocupação. Por exemplo, se a tarifa normal for de $200, a taxa de entressafra se tornará $160.
  2. Preços da alta temporada: As tarifas aumentam em até 30% durante o verão. Seguindo o exemplo, o ADR saltaria para $260.
  3. Aumento de receita: Essa estratégia pode aumentar a receita em até 25% durante as altas temporadas, considerando a ocupação total.

Resorts de montanha

  1. Temporada de inverno (pico): Os preços aumentam 35% devido aos entusiastas do esqui e do snowboard. Com uma taxa básica de $150, a taxa de inverno seria de aproximadamente $202,50.
  2. Verão (fora do pico): Uma redução de 15% para atrair caminhantes e amantes da natureza, baixando a taxa para $127,50.
  3. Impacto geral: Essa flexibilidade de preços pode aumentar a receita de inverno em 30%, explicando a alta demanda por esportes de inverno.

Hotéis urbanos perto das principais atrações

  1. Preços para eventos especiais: As tarifas podem aumentar em 50% durante grandes eventos ou convenções. Se a taxa normal for de $100, ela pode subir para $150.
  2. Ajuste de baixa temporada: Reduzir as tarifas em 10 a 15% durante os meses mais calmos pode manter uma taxa de ocupação de 80%, ajustando a taxa para $85 a $90.
  3. Estratégia de receita: Os preços dinâmicos durante eventos podem aumentar a receita anual geral em 20%, equilibrando os menores ganhos fora de temporada.

Proximidade de locais culturais ou históricos

  1. Horários de pico de visita: O ADR aumenta em 25% durante as altas temporadas turísticas. A partir de uma taxa básica de $120, o preço sobe para $150.
  2. Tarifas fora da alta temporada: Uma redução de 10% para incentivar visitas, com tarifas ajustadas para $108.
  3. Aumento de receita sazonal: Os preços direcionados podem resultar em um aumento de 15% na receita durante períodos de alta demanda, aproveitando as altas temporadas culturais.

Cálculos e implicações

  1. Utilização do software de gerenciamento de receita: Os hotéis usam algoritmos sofisticados para ajustar os preços de forma dinâmica, potencialmente aumentando a receita anual em até 20% apenas por meio de ajustes estratégicos.
  2. Taxas de ocupação versus preços: Um equilíbrio delicado garante que o aumento das tarifas durante as altas temporadas não detenha os hóspedes, visando uma taxa de ocupação de 90% durante a alta demanda e pelo menos uma taxa de 70% durante as baixas temporadas.
  3. Experiência e valor do hóspede: Fornecer valor agregado por meio de pacotes ou comodidades exclusivos durante os períodos de pico de preços pode justificar tarifas mais altas e aumentar a satisfação dos hóspedes.

Essa análise detalhada ressalta a importância de uma abordagem diferenciada dos preços sazonais e do gerenciamento estratégico das tarifas de hotéis de acordo com o fluxo e refluxo do apelo das atrações turísticas. Ao calibrar cuidadosamente sua estratégia de preços para atender aos ciclos de demanda, os hotéis podem maximizar a ocupação e a receita, garantindo uma vantagem competitiva no cenário dinâmico da hospitalidade.

Concierge virtual para hotéis

Automatize as mensagens dos hóspedes em mais de 130 idiomas.

Economize tempo para a equipe

Impulsione receitas adicionais

Conveniência para os hóspedes

Movimentos estratégicos para aproveitar a localização

Para capitalizar totalmente suas localizações privilegiadas, os hotéis podem adotar várias estratégias eficazes:

Esforços de marketing personalizados

Ao entender a demografia dos visitantes das atrações próximas, os hotéis podem criar campanhas de marketing personalizadas. Um hotel próximo a uma renomada região vinícola pode atrair enófilos com pacotes que incluem passeios exclusivos pelas vinícolas, ajustando efetivamente suas ofertas e preços em sincronia com os horários de pico de visita do vinhedo. Por exemplo:

  1. Personalização baseada em dados: Use a análise de dados para entender a demografia dos visitantes e criar campanhas de marketing segmentadas que atendam a interesses específicos, como pacotes de férias românticas ou para toda a família.
  2. Pacotes sazonais e baseados em eventos: Desenvolva pacotes que reflitam a natureza sazonal e os eventos da atração, ajustando as ofertas e os preços para atender à demanda e exclusividade de cada temporada ou evento.
  3. Experiências exclusivas: Faça parcerias com atrações locais para ter acesso especial ou experiências únicas exclusivas para os hóspedes do hotel, aumentando o valor de se hospedar no hotel.
  4. Alinhamento de eventos locais: Sincronize os esforços de marketing com os calendários de eventos locais, promovendo o hotel como a base ideal para frequentadores de festivais ou participantes de eventos, aproveitando assim o fluxo sazonal de visitantes.
  5. Marketing de conteúdo educacional: Crie conteúdo envolvente que eduque os hóspedes em potencial sobre a atração, usando histórias, dicas e insights para criar interesse e expectativa.
  6. Feedback e adaptação: Utilize o feedback dos hóspedes para refinar e ajustar as estratégias de marketing, garantindo que elas estejam alinhadas às preferências dos visitantes e às tendências em evolução.

Ao se concentrar nessas estratégias-chave, os hotéis podem adaptar efetivamente seus esforços de marketing para atrair hóspedes interessados em atrações próximas, aproveitando o apelo desses destinos para impulsionar as reservas e aprimorar as experiências dos hóspedes.

Ofertas exclusivas aumentam o valor

Parcerias com atrações próximas podem levar a pacotes exclusivos para hóspedes, como ingressos de acesso prioritário ou descontos especiais. Por exemplo, um hotel próximo ao Louvre poderia oferecer um pacote “sem filas”, permitindo que os hóspedes contornassem as filas, agregando assim um valor significativo à sua estadia e justificando uma tarifa mais alta. Por exemplo:

  1. Acesso prioritário: Colabore com as atrações para oferecer aos hóspedes do hotel ingressos de entrada rápida ou de acesso prioritário, minimizando os tempos de espera e aprimorando a experiência do hóspede.
  2. Descontos especiais: Negocie descontos ou tarifas especiais para hóspedes do hotel nas taxas de admissão, mercadorias ou refeições na atração, agregando valor tangível à estadia.
  3. Experiências personalizadas: Trabalhe com atrações para criar experiências únicas disponíveis apenas para hóspedes do hotel, como passeios particulares, workshops exclusivos ou encontros com funcionários importantes.
  4. Ofertas de pacotes: Integre essas ofertas exclusivas em pacotes com preços atraentes que incluem acomodações e vantagens adicionais, tornando as ofertas do hotel mais atraentes.
  5. Colaboração de marketing: Utilize esforços conjuntos de marketing com as atrações para promover ofertas exclusivas, aproveitando o alcance e o apelo de ambas as entidades para atrair um público maior.
  6. Ofertas baseadas em feedback: Reúna e analise regularmente o feedback dos hóspedes sobre as ofertas exclusivas para refinar e melhorar continuamente a proposta de valor.

Ao implementar essas estratégias, os hotéis podem aumentar significativamente o valor de suas ofertas por meio de parcerias exclusivas, tornando suas acomodações mais atraentes para hóspedes em potencial e justificando preços premium.

Engajamento local para apelo durante todo o ano

Os hotéis podem mitigar a sazonalidade das atrações próximas interagindo com a comunidade e os eventos locais. Um hotel em Nova Orleans, por exemplo, pode aproveitar o vibrante calendário de festivais da cidade, oferecendo pacotes especiais de Mardi Gras que atraem visitantes mesmo em períodos mais lentos.

Conclusão

A proximidade estratégica com as atrações locais representa uma oportunidade de ouro para os hotéis aumentarem seu apelo, obterem tarifas mais altas e melhorarem a lucratividade. Ao implementar estratégias de marketing direcionadas, estabelecer parcerias estratégicas e se envolver com a cultura local, os hotéis podem não apenas atrair uma base diversificada de hóspedes, mas também criar experiências memoráveis que incentivam visitas repetidas. Essa abordagem holística para aproveitar as atrações próximas ressalta a importância da localização no cenário competitivo do setor de hospitalidade, orientando os hoteleiros a tomar decisões estratégicas que maximizem o potencial de suas propriedades.

Assine nosso boletim informativo

Inscreva-se para receber atualizações de tecnologia hoteleira de ponta e as mais novas tendências que moldam o cenário hoteleiro. Junte-se à nossa comunidade hoje mesmo.

Obrigado por se juntar ao nosso boletim informativo.
Opa! Algo deu errado ao enviar o formulário.
Checklist Icon - AI-Tech X Webflow Template
Junte-se a mais de 1.200 assinantes
Siga-nos no LinkedIn para obter as últimas notícias do setor e atualizações de produtos.

Perguntas frequentes

01

Como a proximidade das atrações afeta os preços dos hotéis?

A proximidade de atrações populares permite que os hotéis cobrem um “prêmio de proximidade”, o que significa que eles podem definir suas tarifas mais altas do que as mais distantes, graças à conveniência adicional para os hóspedes. Por exemplo, hotéis próximos aos principais pontos turísticos podem aumentar suas tarifas em 20% ou mais em comparação com a média da cidade.

02

As atrações podem influenciar as taxas de ocupação dos hotéis fora da alta temporada?

Sim, as atrações podem impactar significativamente as taxas de ocupação durante todo o ano. Ao participar de eventos locais e aproveitar os aspectos exclusivos das atrações próximas, os hotéis podem atrair hóspedes mesmo fora da alta temporada, ajudando a estabilizar as taxas de ocupação e a receita.

03

Quais estratégias os hotéis podem usar para maximizar os benefícios de sua localização?

Os hotéis podem maximizar os benefícios da localização por meio de campanhas de marketing direcionadas que atendem aos interesses dos visitantes das atrações próximas, criando ofertas ou pacotes exclusivos em parceria com essas atrações e participando de eventos e festivais locais para atrair uma maior variedade de visitantes ao longo do ano.